O surgimento dos aparelhos auditivos convencionais no século passado foi um grande avanço para a saúde auditiva, e permitiu que milhares de pessoas pudessem voltar a escutar novamente.

Porém, ele pode não ser suficiente para corrigir a audição, dependendo do grau de perda auditiva. Seu mecanismo básico é o de ampliar as ondas sonoras — isto é, ele aumenta o volume do som escutado, mas ainda depende da audição natural residual, que pode já ter sido totalmente prejudicada.

Nesses casos, o ideal é buscar por um implante coclear. Acompanhe o post para saber mais sobre essa tecnologia e descobrir seus benefícios!

O que é o implante coclear?

O implante coclear é uma prótese eletrônica que é introduzida na orelha interna, por meio de uma pequena cirurgia. A função do implante é a de captar as ondas sonoras e transformá-las em impulsos elétricos, estimulando diretamente o nervo coclear, que envia a informação sonora ao cérebro.

O funcionamento do implante coclear ocorre em etapas:

  • o som é captado por um microfone externo e enviado a um processador de som, que converte o som em informações digitais;
  • essas informações são enviadas para o implante interno por uma antena transmissora;
  • o implante transforma as informações em sinais elétricos;
  • os sinais elétricos viajam até um conjunto de eletrodos inseridos na cóclea;
  • os eletrodos estimulam o nervo auditivo, que envia a mensagem ao cérebro.

No início, os implantes cocleares eram monocanais, permitindo um bom reconhecimento dos sons ambientes e leitura labial, mas ainda com algumas falhas.

Atualmente, com o avanço da tecnologia, são utilizados apenas os implantes multicanais, que possuem estratégias de estimulação mais sofisticadas. Eles permitem melhor discriminação e reconhecimento de palavras e frases sem o auxílio da leitura labial.

Os diferentes modelos disponíveis no mercado têm diferenças em relação ao tamanho e peso, cor, localização de implantação na orelha, pilhas ou baterias recarregáveis, controle remoto, acessórios de proteção à água, acessórios sem fio, microfones e data logging.

Quando ele é indicado?

Os implantes cocleares são indicados para os casos de surdez sensorioneural severa ou profunda, ou quando o paciente não teve uma boa adaptação ao aparelho auditivo convencional.

Para que o aparelho auditivo funcione, é preciso que o paciente possua uma reserva coclear suficiente, capaz de captar e processar os sons aumentados pelo aparelho. O implante coclear é indicado quando não há essa reserva, pois ele é capaz de se desviar das partes danificadas, enviando o estímulo diretamente ao nervo.

Quais seus benefícios?

Quando comparado a outras tecnologias auditivas, o implante coclear apresenta benefícios como:

  • produz uma melhor experiência sonora, pois “imita” a função do ouvido;
  • pode ser utilizado junto ao aparelho auditivo, para pessoas que possuem perda moderada para certas frequências e severa para outras;
  • pode ser usado desde 1 ano de idade, de forma que pode prevenir futuras alterações linguísticas relacionadas à perda auditiva na infância;
  • existem modelos mais novos à prova d’água, destinados ao nado e ao banho, que não necessitam de acessório para proteção;
  • os processadores modernos permitem a percepção de sons mais precisos até em ambientes ruidosos;
  • pode ser utilizado durante os exames de raio-X, tomografia computadorizada e ultrassonografia.

A tecnologia do implante coclear pode trazer grande melhora da perda auditiva e mudar a qualidade de vida de pacientes de todas as idades.

O que você achou dos benefícios do implante coclear? Gostaria de entender mais sobre essa tecnologia? Então aproveite para visitar o nosso site e conheça o implante!