“Abaixe o volume dessa música, isso vai te fazer mal!”. Quem foi que nunca ouviu essa advertência da mãe ao menos uma vez na vida? Mas, afinal, quanto há de verdade nessa afirmação? Será que ouvir música alta pode realmente levar à perda de audição?

Pensando em solucionar essas e outras dúvidas sobre o assunto, preparamos um guia com perguntas e respostas sobre a relação entre música em forte intensidade e problemas de audição. Acompanhe a leitura e descubra se está realmente na hora de você abaixar o volume!

Ouvir música alta pode levar à perda de audição?

Sim, sua mãe tinha razão. O hábito de ouvir música em forte intensidade pode levar à perda de audição. Segundo um relatório publicado pela OMS, a Organização Mundial de Saúde, cerca de 1,1 bilhão de jovens em todo o mundo estão correndo o risco de sofrer perda auditiva causada por hábitos de exposição ao barulho.

De acordo com esse mesmo estudo, o problema atinge principalmente crianças e jovens adultos. Na faixa etária entre 12 e 35 anos, 50% das pessoas está exposta a riscos por utilizar tocadores de MP3 e smartphones em volume excessivo.

Qual é o nível sonoro máximo seguro?

Para evitar que sua audição sofra danos irreversíveis, o limite é de até 85 decibéis por 8 horas. Apenas para estabelecer uma comparação, o volume máximo em tocadores de MP3 e smartphones varia entre 75 e 136 decibéis. 

Além disso, é importante frisar que 85 decibéis é o valor máximo de ruído que o ouvido humano pode suportar sem prejuízos. O ideal, segundo a OMS, é que esse tipo de aparelho seja usado por no máximo uma hora por dia.

Como usar fones de ouvido adequadamente?

A questão do volume excessivo ao ouvir música só se agrava com o uso de fones de ouvido. Isso acontece porque, com o uso desses dispositivos, o som fica ainda mais próximo da orelha, alcançando o tímpano diretamente.

No caso de exposição à música ambiente, o som sofre a interferência de paredes, vidros, móveis e outros objetos até chegar ao tímpano, o que diminui a pressão sonora.

Por isso, tenha cuidado redobrado quando for escutar música com fones. Procure ajustar o volume em um ambiente tranquilo, para evitar deixá-lo alto demais sem perceber.

Também prefira os modelos que ficam na área externa da orelha e evite os fones intra-auriculares, que são menores e deixam a fonte de som muito próxima do conduto auditivo.

O que mais posso fazer para proteger a minha audição?

A cada hora ouvindo música — seja com fones ou em discotecas e bares, onde o volume tende a ser muito mais alto —, faça pausas de 15 a 20 minutos. O hábito ajuda o ouvido a descansar e diminui o risco de danos.

Além disso, procure limitar sua permanência em ambientes muito barulhentos, já que a duração da exposição é um dos fatores que está por trás da perda de audição.

Quais são os sinais de que a pessoa não está ouvindo bem?

Alguns sinais indicam que você pode estar sofrendo alterações na audição. Por isso, consulte um médico quando:

  • perceber um zumbido no ouvido;

  • aumentar o tom de voz para falar;

  • ficar com a impressão de que as pessoas estão murmurando;

  • não entender o que as pessoas estão dizendo ao telefone;

  • assistir à TV ou ouvir música num volume muito alto e isso virar um hábito.

Tomando alguns cuidados simples, é possível minimizar bastante os riscos de perda de audição. Por isso, fique atento e não exagere no volume!

Se você tem dúvida ou gostaria de compartilhar sua opinião conosco, deixe um comentário no post: queremos saber mais sobre você!