O implante coclear é considerado o tratamento mais eficiente para casos de perda auditiva neurossensorial bilateral de graus severo e/ou profundo, que não tem benefício com os aparelhos auditivos, tanto em crianças e adolescentes quanto em adultos. Seu mecanismo de funcionamento permite que os sons do ambiente sejam captados por um microfone e transmitidos na forma de estímulos elétricos diretamente ao nervo auditivo, substituindo a funcionalidade as células do ouvido.

Como ninguém mais tem dúvidas sobre os benefícios do implante coclear para a vida de um indivíduo, o grande debate atual diz respeito à necessidade da indicação de um implante bilateral e as vantagens que isso poderia trazer.

Quer descobrir quais vantagens são essas e qual é o melhor para você? Continue a ler o nosso post e entenda tudo sobre o implante coclear bilateral e unilateral!

O que é o implante coclear bilateral?

O implante coclear bilateral nada mais é do que o implante coclear colocado em ambas as orelhas do indivíduo. Não há diferença no equipamento ou na forma que ele funciona separadamente, mas os resultados obtidos costumam ser melhores quando o implante está presente bilateralmente.

Como é feita a cirurgia?

A cirurgia do implante coclear bilateral pode ser feita de forma simultânea, de modo que ambos os implantes sejam instalados no mesmo procedimento cirúrgico, ou de forma sequencial, de modo que o segundo implante seja colocado posteriormente, em outra cirurgia.

As duas alternativas são consideradas apropriadas e seguras, mas quando se opta pelo método sequencial, recomenda-se que o intervalo entre as duas cirurgias seja o menor possível.

Quais as vantagens do implante coclear bilateral?

O implante coclear bilateral traz diversas vantagens ao paciente, o que geralmente se traduz em maior sociabilidade e em um menor número de limitações devido à perda auditiva. Essas vantagens incluem:

  • audição mais próxima à natural;
  • maior compreensão da fala em ambientes ruidosos;
  • melhor capacidade de localização da fonte sonora;
  • eliminação do “efeito sombra da cabeça”;
  • maior conscientização de sons de perigo (buzinas, motores, chamados, etc);
  • maior facilidade em adquirir linguagem;
  • aquisição de um vocabulário mais rico e complexo;
  • menor esforço auditivo;
  • desenvolvimento simétrico do córtex auditivo;
  • preservação da audição em caso de danos ou falha em um dos implantes.

Quais as desvantagens do implante coclear bilateral?

A desvantagem seria submeter o indivíduo a um procedimento cirúrgico mais longo ou a dois procedimentos cirúrgicos distintos, o que aumentaria o risco de complicações anestésicas, sangramentos e infecções.

Além disso, o preço de um segundo implante pode ser um empecilho para muitas famílias e serviços.

Por que nem todas as pessoas colocam o implante bilateral?

Tudo depende da avaliação de cada caso. Alguns pacientes já se sentem muito satisfeitos com o implante unilateral e não têm interesse em um outro procedimento. Outros casos não tem indicação do implante coclear bilateral, por alguma condição da anatomia do ouvido ou por ainda ter benefício com o aparelho auditivo na orelha contralateral. 

Gostou do nosso post e entendeu as diferenças entre o implante coclear bilateral e unilateral? Assine a nossa newsletter e não perca as próximas novidades do blog!