Diante do diagnóstico da perda da capacidade de ouvir de um filho, é comum que comecemos a questionar o médico sobre o tratamento mais indicado. Embora o aparelho auditivo seja a solução mais comum, nem todos os pacientes se adaptam bem e conseguem de fato experimentar a audição por meio dele.

Em alguns casos, o implante coclear precoce é o procedimento mais indicado. Acompanhe o texto para saber mais!

Como funciona o sistema auditivo?

Antes de falarmos mais sobre o implante coclear, seu funcionamento e vantagens, vamos explicar brevemente nosso mecanismo de audição. Um indivíduo com audição normal capta os sons pelo ouvido externo, que é chamado de orelha. O pavilhão auricular é responsável por receber e conduzir as ondas sonoras por meio do conduto auditivo externo até o tímpano.

O ouvido médio é formado pelo tímpano e por um conjunto de ossículos ligados entre si (bigorna, martelo e estribo). As ondas sonoras chegam até o tímpano, fazendo-o vibrar, e esse movimento vibratório se programa até os ossículos, que os transmitem ao ouvido interno.

O ouvido interno é formado pela cóclea e pelo nervo auditivo. A cóclea é o órgão responsável pelo equilíbrio e pela audição, e é formada principalmente pelas células ciliadas. Essas células recebem os sinais vibratórios transmitidos pelos ossículos e os convertem em sinais elétricos, transmitidos ao nervo auditivo que leva a mensagem sonora até o cérebro (córtex auditivo).

Alguma falha no processo de audição ou deterioração de alguma estrutura do ouvido externo, médio ou interno pode prejudicar a audição e causar a perda auditiva. Os tipos de surdez estão relacionados com a área que é afetada:

  • surdez de condução: problema no ouvido externo ou médio;

  • surdez neurossensorial: lesão no ouvido interno;

  • surdez mista: problema no ouvido externo e/ou médio e externo;

  • surdez central: problemas na compreensão sonora ao nível cerebral.

O que é o implante coclear e como ele funciona?

Nos causos de surdez neurossensorial bilateral de grau severo a profundo, é indicado o implante coclear. Ele consiste em um aparelho de alta complexidade eletrônica, que é colocado no interior do ouvido do paciente e funciona como se fosse um ouvido artificial, enviando os estímulos diretamente ao nervo auditivo.

A parte externa do aparelho capta os sons do ambiente por meio de um microfone, que são transmitidos a um processador de fala. O processador codifica os sons em impulsos elétricos, que são enviados à parte interna do aparelho. O chip interno recebe os impulsos e os codifica em sinais eletrônicos, que são enviados para os eletrodos posicionados na cóclea. Os eletrodos estimulam o nervo auditivo, que envia o sinal ao cérebro.

Quais as principais vantagens do implante coclear precoce?

Tanto adultos quanto crianças podem se beneficiar do uso de implantes cocleares. Implantar essa tecnologia precocemente nas crianças traz diversos benefícios para os usuários, que vão desde o conforto à grande melhoria de qualidade de vida.

Se o médico indicou esse tratamento para o seu filho, mas você ainda se sente inseguro com a ideia de viver com um aparelho implantado ao corpo, confira as principais vantagens de utilizar essa tecnologia precocemente.

1. Funciona mesmo em caso de surdez severa a profunda

Existem diferentes tipos de surdez. Os aparelhos auditivos comuns costumam apresentar bons resultados em casos de perdas auditivas parciais. Quando a perda é total, isto é, de grau severo a profundo, na maior parte das vezes, eles não são tão eficazes.

Isso acontece pois os aparelhos auditivos convencionais têm o principal mecanismo de ampliar as ondas sonoras, porém, o ouvido interno deteriorado nos pacientes com surdez severa não consegue captar esses sons, mesmo se eles forem amplificados.

O implante coclear, por sua vez, é capaz de restabelecer a audição até mesmo nos casos de surdez de graus mais severos, devido a sua forma de funcionamento.

2. Os resultados são mais precisos

Todos os pacientes podem beneficiar-se do implante coclear mas, quanto mais cedo ele for realizado, melhor será o desempenho do seu filho na escola e sua integração à sociedade.

A surdez que está presente ao nascimento ou que se desenvolve ainda na infância pode trazer diversos prejuízos na aquisição da linguagem e no desenvolvimento global da criança (desenvolvimento social, emocional e educacional). Por isso, uma das principais indicações do uso de implantes cocleares é em crianças com surdez  pré-lingual, isto é, antes da aquisição da fala.

Para as crianças que se encaixam nesse perfil o aparelho auditivo talvez não permitirá que ela conheça um mundo cheio de sons e estímulos, quase como uma criança que não tem problemas auditivos. Ela descobrirá a sensação de ouvir no tempo das outras crianças, e isso beneficiará seu desenvolvimento como um todo.

O espaço de tempo ideal para colocação do implante coclear em crianças com diagnóstico ao nascimento ou precoce de perda auditiva é entre 1 a 3 anos.

3. Os resultados costumam ser rápidos

O primeiro passo para a colocação do implante é a cirurgia que insere a parte interna do dispositivo. Assim que concluída a cicatrização, a parte externa do implante já pode ser ativada. O tempo entre a cirurgia para a colocação do dispositivo e a sua ativação é, em média, entre 30 a 40 dias.

O resultado? Nesse dia, o paciente pode sair do consultório ouvindo, pronto para uma nova vida.

É claro que no início a criança pode apresentar algumas dificuldades para identificar os sons, principalmente se a surdez já está instalada há algum tempo. Porém, qualquer dificuldade pode ser superada com o acompanhamento do fonoaudiólogo e equipe multidisciplinar.

4. Permite usar o telefone e outras tecnologias

Para quem vive no silêncio, só o fato de poder perceber os sons ao seu redor já é um grande avanço, mas você já imaginou seu filho, que apresenta perda auditiva, levando uma vida normal e podendo, inclusive, conversar ao telefone?

O implante coclear precoce, por ser mais eficaz do que o realizado em adultos, por exemplo, permite a compreensão auditiva até mesmo por meio de um telefone. Isso significa que o seu filho não será prejudicado no que diz respeito ao acesso à algumas tecnologias em razão da perda auditiva.

Devemos lembrar que crianças ou adultos que tiveram perda auditiva súbita ou progressiva podem desfrutar dos mesmos benefícios do implante coclear precoce. O sucesso depende basicamente do tempo que se passou no silêncio. Quanto menor o tempo, melhor o aproveitamento. 

Se você gostou do texto de hoje e gostaria de receber mais conteúdos como este, aproveite a visita para assinar a nossa newsletter. Assim você receberá nossas novidades direto no seu e-mail!