Crianças com deficiência auditiva não devem ser consideradas diferentes das demais. É claro que elas possuem algumas limitações quando o assunto envolve sons, mas jamais devem ser vistas como “incapazes” ou “lentas para aprender”.

Uma criança com perda auditiva pode, sim, se desenvolver normalmente. Para que isso aconteça, ela precisa ser estimulada desde a primeira infância. O ideal é que a família, a escola e a sociedade trabalhem juntas para que ela se sinta mais confiante e acolhida.

Mas muitos pais ainda se sentem um pouco perdidos sobre como agir com o seu filho ou filha portador da deficiência. Pensando nisso, neste artigo, listamos 3 dicas que podem ser úteis na hora de estimular a criança.

1. Faça o tratamento correto

Os testes auditivos para bebês normalmente são realizados ainda na maternidade. Entretanto, algumas crianças desenvolvem a perda com o passar do tempo. É por isso que é importante estar sempre atento ao seu filho.

Ao primeiro sinal de que há algo errado com a audição, você deve levá-lo ao médico. Hoje em dia, além dos aparelhos auditivos, existe o implante coclear. Somente o médico, após uma avaliação detalhada, poderá indicar o melhor tratamento para o seu filho.

Entretanto, você precisará segui-lo corretamente. Se for o caso de utilizar um aparelho auditivo, ajude-o a vencer o medo da reação das pessoas. Se for o implante coclear, é importante derrubar todos os mitos sobre a cirurgia.

De qualquer forma, você precisa se conscientizar de que deve incentivar o seu filho a fazer uso do que for necessário para obter melhor qualidade de vida.

2. Seja paciente e fale de forma clara

Se o seu filho tem dificuldade para ouvir, falar pausadamente e olhando diretamente para ele poderá tornar o entendimento mais fácil, já que ele também terá a leitura labial como aliada.  

Além disso, caso ele não entenda o que você disse, não hesite em repetir. Você precisa compreender as dificuldades que ele enfrenta e ajudá-lo a levar uma vida normal, apesar delas.

3. Associe sons com informações importantes

Outro passo importante é estimular a criança a prestar atenção nos sons que acontecem ao seu redor. E a nossa vida é permeada por eventos importantes ligados à audição.

Acordamos com o toque de um despertador, verificamos à porta quando alguém toca a campainha, atendemos ao telefone, dentre outras coisas. As crianças com deficiência auditiva também precisam, dentro de suas limitações, aprender o que significam alguns dos sons que fazem parte da sua vida.

Buzina de carro é sinal de atenção, batidas na porta do quarto significam que alguém quer entrar, e assim por diante. É dessa forma que a criança vai passando a perceber o mundo ao seu redor por meio dos sons.

Brincadeiras como cabra cega e dança da cadeira também são meios de estimular ações a partir dos sons.

Gostou das nossas dicas para estimular crianças com deficiência auditiva? Não deixe de nos seguir nas redes sociais e tenha acesso a mais conteúdos sobre o tema. Estamos no Facebook, Twitter, Pinterest, LinkedIn, Instagram, Youtube, The listening room e Hearing Journey.